Desenvolvimento Local de Base Comunitária

Expandir ▼

O que é o DLBC RURAL

O Desenvolvimento Local de Base Comunitária, conhecido como abordagem LEADER, é uma forma de abordagem de desenvolvimento territorial integrado apoiada por vários instrumentos políticos programados que financiam a execução das Estratégias de Desenvolvimento Local (EDL) selecionadas e que é financiada pelos vários Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) através dos respetivos Programas.

Esta abordagem integrada nas vertentes económicas, social, cultural e ambiental é apoiada por vários programas do Portugal 2020, nomeadamente pelo Programa de Desenvolvimento Rural 2020 (Medida 10), por todos os Programas Operacionais Regionais do continente e pelo Programa Operacional MAR 2020.

As EDL correspondem a estratégias integradas e multissetoriais de desenvolvimento local, promovidas pelas comunidades locais, através dos grupos de ação local (GAL) que são parcerias compostas por representantes dos interesses socioeconómicos locais, públicos e privados e incidindo em territórios sub-regionais específicos tendo em conta as necessidades e potencialidades locais, a ligação em rede e a cooperação. As EDL deverão privilegiar o apoio a operações com carácter inovador e prever como critério de prioridade a ponderar na seleção das operações no âmbito da operacionalização das EDL, o seu contributo para a mitigação e adaptação às alterações climáticas.

São parcerias que resultam de uma Estratégia de Desenvolvimento Local construída de forma ascendente, ou seja, da base para o topo, e protagonizada pelos Grupos de Ação Local – os GAL.

Para responder ao desafio do aumento da empregabilidade e da melhoria das condições de vida das populações, os 92 GAL atualmente reconhecidos em Portugal, concentram a sua atividade na diversificação e revitalização da economia local e na inovação social, procurando novas respostas para os problemas de pobreza e exclusão social em territórios desfavorecidos, economicamente fragilizados ou de baixa densidade populacional e localizados em áreas rurais urbanas ou costeiras.

Continuar a ler

As prioridades do Desenvolvimento Rural alvo de apoio do FEADER às EDL são:

  • Prioridade 2 – reforçar a viabilidade das explorações agrícolas e a competitividade de todos os tipos de agricultura em todas as regiões e incentivar as tecnologias agrícolas inovadoras e a gestão sustentável das florestas, no seguinte domínio: (a) melhoria do desempenho económico de todas as explorações agrícolas e facilitação da restruturação e modernização das explorações agrícolas, tendo em vista nomeadamente aumentar a participação no mercado e a orientação para esse mesmo mercado, assim como a diversificação agrícola;
  • Prioridade 3 – promover a organização das cadeias alimentares, nomeadamente no que diz respeito à transformação e à comercialização de produtos agrícolas, o bem-estar animal e a gestão de riscos na agricultura, no seguinte domínio: (a) aumento da competitividade dos produtores primários mediante a sua melhor integração na cadeia agroalimentar através de sistemas de qualidade, do acrescento de valor aos produtos agrícolas, da promoção em mercados locais e circuitos de abastecimento curtos, dos agrupamentos e organizações de produtores e das organizações interprofissionais;
  • Prioridade 6 – promover a inclusão social, a redução da pobreza e o desenvolvimento económico das zonas rurais, no seguinte domínio: (a) facilitação da diversificação, da criação e do desenvolvimento das pequenas empresas e da criação de empregos; (b) fomento do desenvolvimento local nas zonas rurais;
  • Prioridade horizontal – Ambiente e Inovação.

A prioridade de investimento alvo de apoio do FEDER é:

  • PI 9.10/9d – Investimentos no contexto de estartégias de desenvolvimento de base comunitária nas seguintes áreas de intervenção:
    Concessão de apoio ao desenvolvimento dos viveiros de empresas e o apoio à atividade por contra própria, às microempresas e à criação de empresas;
    Conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do património natural e cultural.

A prioridade de investimento alvo de apoio do FSE é:

  • PI 9.6/9vi – Estratégias de desenvolvimento local lideradas pelas comunidades locais nas seguintes áreas de intervenção:
    Criação de emprego por conta própria, empreendedorismo e criação de empresas, incluindo micro, pequenas e médias empresas inovadoras;
    Inclusão ativa, incluindo com viasta à promoção da igualdade de oportunidades e da participação ativas e a melhiroa da empregabilidade.

No caso das TERRAS DO SOUSA o DLBC é financiado pelo FEADER (Fundo Europeu para a Agricultura e Desenvolvimento Rural) no âmbito da Medida 10 do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR2020), gerido pelo Ministério da Agricultura e pelo FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) e FSE (Fundo Social Europeu) no âmbito do Eixo Prioritário 7 – Inclusão Social e Pobreza do Programa Operacional do Norte (NORTE2020), gerido pela Comissão de Coordenação da Região Norte.

Recolher texto

Para saber qual o GAL responsável na sua freguesia consulte: GRUPOS DE AÇÃO LOCAL (GAL)

CONTACTOS

Telefone +351. 255 311 230
Fax +351. 255 311 275
E-mail adersousa@adersousa.pt

 

MORADA (ESCRITÓRIOS)

Rua Rebelo de Carvalho, 433
4610-212 Felgueiras
Portugal

Coordenadas GPS
41.362742, -8.202646
Direções

MORADA (SEDE)

Mosteiro de Pombeiro
Pombeiro de Riba-Vizela
4610-637 Felgueiras
Portugal

Destaques

Send this to a friend